Mateus 3.8-12 -- A DIMENSÃO UNIVERSAL DO EVANGELHO

COMENTÁRIO BÍBLICO DEVOCIONAL

Por ALMIR DOS SANTOS GONÇALVES JR

Mateus 3.8-12 -- A DIMENSÃO UNIVERSAL DO EVANGELHO

A pregação do evangelho exige muita perspicácia por parte do pregador em
face do grupo a que se destina. Aquele que vai anunciar a Palavra de Deus tem
que ter em alta conta a melhor compreensão da "clientela" que vai atingir com
sua mensagem, de forma a melhor expô-la para a salvação daqueles que a
ouvem. Existem ambientes onde ela deve entrar com alguma sutileza para não
espantar os ouvintes, enquanto, em outros, ela deve ser exposta de forma a
causar algum impacto, pois, do contrário, se perderá no vazio.

João, parece-nos, tinha noção exata desta técnica. O momento religioso e
moral que se vivia em Jerusalém era de distanciamento da vida santa por parte
do povo, de vícios de religiosidade por parte dos sacerdotes e de desvios
morais por parte dos membros da corte, onde o próprio rei seria acusado por
ele. Assim, não havia como contemporizar. A mensagem tinha que ser forte,
eivada de autoridade moral e espiritual, e objetiva na crítica aos fatos que
estavam ocorrendo. Como se diz na gíria, o pregador tinha que "bater forte",
para que as pessoas acordassem para o problema e saíssem da letargia em que
se encontravam:

"e não queirais dizer dentro de vós mesmos: Temos por pai
a Abraão; porque eu vos digo que mesmo destas pedras Deus
pode suscitar filhos a Abraão
." Mt 3.9

Sim, porque aquele povo tinha sempre como justificativa ou prerrogativa
de sua segurança e salvação, o fato de se considerarem filhos de Abraão, o que
para eles era como um salvo-conduto diante de Deus. Daí, a palavra tão dura
de João para eles: não se vangloriem com isto, não! Primeiro porque vocês não
estão vivendo em acordo com tal bênção e, segundo, porque isto não é privilégio
de vocês, não! O Senhor Deus vai suscitar "outros filhos de Abraão", até
mesmo dentre "estas pedras", numa alusão de que, mesmo o coração mais
empedernido, gentio, iníquo, poderia ser salvo pelo sangue de Cristo, sendo
por isso mesmo considerado também como filho de Abraão.

Nesta palavra de João, temos uma primeira indicação neotestamentária da
dimensão universal do evangelho de Cristo.

Senhor,
faze com que eu tenha a
sensibilidade para saber como
falar do evangelho
àqueles que estão ao meu redor

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar