Junto ou separado? (2) - (Adalberto Alves de Sousa)

                   Junto ou separado? (2)
               Por Adalberto Alves de Sousa
Prof. Adalberto

A dupla mais problemática do time do “junto/separado” é, sem dúvida, “porque”/“por que”. Isso sem falar em “porquê”/ “por quê”.
Pra começar, vejamos a dupla “que”/“quê”. O primeiro é átono (fraco); o segundo é tônico (forte). Leia em voz alta: “O que é uma consoante?”. Você deve ter dito algo assim: “u kié uma...”. Agora leia esta outra frase: “O quê (a letra “q”) é uma consoante”. Agora você deve ter lido assim: “u kê é uma...”. Compare com a dupla “de”/“dê”: “Isso se escreve com dê, de dado”. Reparou em “dê, didado”? Sua pronúncia pode variar, mas um se destaca do outro. Portanto, quando o “que” for tônico tem de ser acentuado.
Agora vamos falar de “porque”. Esta forma deve ser usada quando o sentido for o de “pois”, “porquanto”: “Fez porque (pois, porquanto) precisou”; “Acertou tudo porque estudou”. Usamos a forma separada “por que” (1) quando o sentido é o de “por qual motivo”, “por qual razão”. Veja os exemplos: “Não sei por que (por que motivo, por que razão, por que causa) ele não veio”; “Por que (por que motivo, por que razão, por que causa) você diz isso?”. Usamos esta forma também (2) quando significa “pelo qual”, “pela qual”, “pelos quais”, “pelas quais”. Exemplos: “Ignoro o motivo por que (pelo qual) ele disse isso”; “As razões por que (pelas quais) ele saiu são desconhecidas”.
A forma “porquê” é usada com o valor de “causa”, “motivo”, “razão” e pode ser substituída por um desses termos. Exemplo: “Descobrimos o porquê (a causa, o motivo, a razão) da briga”. Preciso falar de “por quê”? Esta forma é usada quando os dois termos são separados e o “que” é tônico: “Eles brigaram por quê?”; “Eles brigaram, mas não sei por quê”. Agora leia o seguinte texto:
– Por que eu não posso sair, mãe?
– Você quer saber por quê? Não pode porque me desobedeceu. Esse é o porquê.
– Mãe, esse motivo por que eu não posso sair está muito fraco.
– Você quer o quê? Um motivo forte? Não pode porque quem manda aqui sou eu!
– Quê que é isso, mãe?! Agora você apelou sem ter por quê.
Muito complicado? Dê a sua opinião.
 

Comentários   

 
#3 ElogioWilian Wasman 04-05-2014 10:25
Espetacular, simples e objetivo
 
 
#2 ElogioWilian Wasman 04-05-2014 10:24
Espetacular, simples e objetivo.
 
 
0 #1 Sr.Guest 27-06-2013 11:48
Bom dia gostaria de esclarecer uma duvida.
Escrever "oque" junto é errado?
Obrigado.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar