O VERBO

Natal é alimento.
E perece.
A festa termina.
Natal será alimento
Que permanece,
Firme como uma colina,

Se nos fizer pensar
No que Lucas quis
Com o "não havia lugar".

Bela e breve como uma flor de lis,
A frase é sobre o momento
De Deus em gente se tornar,
Para nos perguntar
Se nosso coração é matriz
Para o outro em sua condição abraçar.

Natal é para ficar
Como força motriz
De quem está disposto
O duro verbo aprender:
Como Deus, amar.

ISRAEL BELO DE AZEVEDO

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Array
(
    [type] => 8
    [message] => Undefined index: option
    [file] => /home/praze123/public_html/libraries/joomla/environment/uri.php
    [line] => 408
)